Ageuniara

Cai o numero de mortalidade infantil no Brasil

Por: ZILLENE TONIONNE GUIMARAES

14/10/2004

Uma das principais preocupações das mães é a mortalidade infantil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 1991 a mortalidade infantil era de 44,72% do total de crianças, já em 1998 caiu para 35,87%.

O Nordeste é o Estado com maior índice de mortalidade com 68,59% em 1991 e 54,47 em 1998. O Sul se revela como o Estado com menor índice, 28,97% em 1991 e 23,42 em 1998.

No total, a mortalidade infantil dos homens é maior, com 49,26% contra 40,95% das mulheres em 1991.Esse número cai para 40,49% e 31,06% em 1998, respectivamente.

As pastorais se mobilizam para fazer esses números diminuirem ainda mais. “Cada número que diminui é um ponto a nosso favor”, diz Zilda Bueno coordenadora da pastoral da criança no Estado de Minas Gerais.

“Nossa esperança é que esse número caia cada vez mais para que a mortalidade infantil seja erradicada” é o que deseja Zilda.

Segundo ela, com inúmeros projetos esses números só tendem a continuar caindo. "Cabe a cada um de nós colaborarmos para que isso ocorra", finaliza.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/