202101250438

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Fundecitrus faz levantamento do "Greening"

Por: RONNEI APARECIDO NICOLLETTI

01/10/2004

O Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) começou um levantamento amostral de "Greening", uma nova doença que esta atacando todo o parque citrícola no Estado de São Paulo.

O levantamento será realizado em mais de 5,1 mil talhões, cerca de 7% dos talhões paulistas.Para o trabalho de reconhecimento dos sintomas da doença, foram treinados 210 inspetores de campo.

A previsão é que o levantamento seja realizado em um mês, em 259 municípios. A inspeção está sendo feita com recursos próprios do Fundecitrus, cerca de R$ 330 mil.

Até o momento, o "Greening" foi constatado oficialmente em 32 municípios paulistas, entre eles São Carlos, Araraquara e vários municípios da região.

Segundo Nelson Gimenes, Secretário executivo do Fundecitrus a primeira observação do "Greening", nos pomares brasileiros, foi em março deste ano, quando alguns citricultores relataram a manifestação de sintomas por eles conhecidos, em várias plantas de pomares em municípios diferentes.

"Com o levantamento, teremos a possibilidade de planejar melhor as ações de controle, porque teremos um panorama real da área de contaminação", diz Gimenes.

Com a experiência de outros países Asiaticos e Africanos que têm o "Greening" é possível fazer algumas recomendações de controle da doença.

Segundo Gimenes, no caso do Greening, as plantas doentes devem ser eliminadas e não apenas podadas. Segundo as pesquisas realizadas pelo Centro APTA Citrus e pelo Fundecitrus o sintoma inicial geralmente aparece em um ramo ou galho, que se destaca pela cor amarela em contraste com a coloração verde das folhas dos ramos não afetados.

Com a evolução da doença, há intensa desfolha dos ramos afetados e o problema começa a aparecer em outros ramos da planta, tomando toda a copa da laranjeira, inclusive com seca e morte de ponteiros.

O fruto fica deformado e assimétrico. Cortando-o no sentido longitudinal, é possível verificar internamente filetes alaranjados que partem da região de inserção com o pedúnculo (haste que segura o fruto). Também ocorre redução no tamanho do fruto e que intensa.

Para o gerente técnico do Fundecitrus, Cícero Augusto Massari, com a experiência de outros países Asiaticos e Africanos que têm o "Greening" é possível fazer algumas recomendações de controle da doença.

Entre os conselhos estão o de eliminar as plantas doentes assim que apresentarem os primeiros sintomas, adiquirir mudas sadias e fazer o controle químico do vetor com a aplicação de inseticidas.

"É expressamente importante uma forte ação neste sentido, uma vez que a doença está presente em trinta e dois municípios", ressalta.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI