[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

Em vista das melhorias que estão sendo realizadas na portaria principal da Unidade I da Uniara, alunos, interessados e colaboradores devem utilizar a entrada localizada na Rua Voluntários da Pátria, 1309 (Rua 5).

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Voluntários levam alegria para doentes nos hospitais

Por: ANGELICA REGINA GONCALVES

20/09/2004

Um grupo de Araraquara(SP), chamado "Doutores Panacéia", realiza há três anos um trabalho voluntário em hospitais, com objetivo de resgatar a auto-estima e minimizar o sofrimento dos doentes.É uma mistura de circo, teatro e psicologia. Leva alegria aos pacientes de todas as idades.

Caracterizados como palhaços, se auto denominam “doutores” e cada um em sua especialidade, procura mostrar ao doente que ele está vivo.

Este trabalho de humanização iniciou-se no Hospital "Nestor Goulart Reis", com adultos tuberculosos e aidéticos.

Atualmente o grupo concentra seus trabalhos no Hospital "São Paulo". A visita é feita sempre mediante autorização do próprio paciente ou de familiares.

"Panacéia significa a cura de todos os males proporcionando dias mais alegres dentro de um ambiente hospitalar", diz o coordenador do grupo, Carlos Primiano.

O grupo adota para cada componente pseudônimos muito sugestivos. Primiano, por exemplo, é conhecido como Dr. Jacó Cococó Milão - Neuropalhaçologista Desaplicada.

"O palhaço tem que enxergar o mundo pela ótica da criança, ou seja, o voluntário tem que voltar a ser criança, soltar as amarras colocadas pela sociedade para realização do trabalho", complementa Primiano.

Para que o trabalho seja bem sucedido, os participantes têm que estar em sintonia uns com os outros. As brincadeiras fluem naturalmente. A descontração induz a participação do doente, aí já como artista.

Toda semana os participantes se reúnem para aprimorar o trabalho e compartilhar as emoções vividas durante as visitas.

"A oficina é importante para melhorar o trabalho, fazer com que as pessoas tenham um objetivo em comum. É uma troca de experiências dentro do grupo, uma cumplicidade para realmente deixar o outro feliz”, diz a participante do grupo, Sonia Pasenon Braga, com o pseudônimo "Dra. Florzinha - Jardinologista".

Para a Psicopedagoga Lucy Alves Correia, coordenadora do projeto de humanização Brinquedoteca,os "Doutores Panacéia" fazem um trabalho positivo, com foco no brincar. Eles interagem de todas as formas e levam a alegria ao leito do paciente.

O projeto "Brinquedoteca", com atuação no Hospital "São Paulo", dedica-se exclusivamente as crianças.O "Brinquedoteca", ao contrário da descontração do Panacéia, humaniza integrando pacientes, profissionais médicos e familiares.

As visitas aos enfermos são feitas com a autorização do próprio paciente ou da família e são direcionadas a todas idades, principalmente aos adultos.

Segundo outra coordenadora dos "Doutores Panacéia", Marlene Primiano, conhecida como "Dra. Kiki Dói Kieukuro", os "Doutores Panacéia" pretendem voltar a trabalhar no hospital "Nestor Goulart Reis" o mais breve possível.

"É muito gratificante proporcionar alegria e descontração aos pacientes deste hospital que muitas vezes sofrem com a doença e com o abandono da família", diz Marlene.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/