202101271304

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Unesp desenvolve pesquisas sobre clonagem

Por: JOSE FRANCISCO TOCANTINS OLIVEIRA

16/09/2004

Passados dois anos da morte da bezerra Penta, primeiro mamífero clonado no país com material genético de um animal adulto, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Jaboticabal(SP) continua desenvolvendo pesquisas de clonagem animal em seu campus.

Com uma verba de R$200.000,00 os estudos tem um novo objetivo: melhorar o processo de seleção das células, para que os erros cometidos na clonagem da bezerra Penta, que aconteceu em Jaboticabal, não aconteçam.

Segundo o coordenador das pesquisas, o professor e médico veterinário, Joaquim Mansano Garcia, atualmente os trabalhos são voltados para a fase gestacional do animal receptor dos embriões.

“Temos de obter as informações da formação do animal e, para isso, interrompemos a gestação com a finalidade de localizar possíveis distúrbios e má formações físicas tanto externas quanto internas para que não aconteça como no caso da Penta” afirma o professor Mansano.

Penta nasceu no dia 11 de julho de 2002 de parto cesariana, como foi muito difícil ela aspirou líquido da placenta e esteve próxima de adquirir uma pneumonia.

Na retirada do líquido aspirado, houve manipulação excessiva do animal que foi abandonado pela mãe de aluguel que não o reconheceu como filho. A bezerra também sofria de deficiência imunológica, que não pode ser revertido pelos veterinários. Ela morreu um mês depois do nascimento por infecção generalizada.

“Este tipo de má formação não estava presente no animal clonado, o que nos faz parar e pensar que no processo de formação ela contraiu ou desenvolveu esta doença” garante Mansano.

Segundo ele, o objetivo das clonagens animais visam o melhoramento genético do animal e, principalmente, o rastreamento da segregação mitocondrial, que possibilita o estudo de doenças humanas, como o Alzheimer e o mal de Parkinson.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI