[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

A Rádio Uniara FM 100,1 está temporariamente fora do ar para ajustes técnicos.

Em breve, toda a programação da rádio estará normalizada. Agradecemos a compreensão de todos os nossos ouvintes

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Projeto ajuda pessoas com transtornos mentais

Por: VANESSA DE CAMARGO FABOSO

02/06/2004

Matão(SP) implantou há um ano o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) o projeto é uma parceria entre a Prefeitura e a Secretaria Municipal da Saúde.

O CAPS é um serviço comunitário ambulatorial que toma para si a responsabilidade de cuidar de pessoas carentes da cidade e região que sofrem de transtornos mentais e que necessitem além do tratamento medicamentoso acompanhamento de psicólogos, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais, que complementem o trabalho do psiquiatra, substituindo a internação hospitalar. O objetivo é evitar a cronificação dos casos e visa manter o paciente integrado à sua família e seu meio social.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de Matão, o CAPS têm como objetivos específicos garantir o tratamento medicamentoso, facilitar o envolvimento da família no projeto, promover ressocialização do paciente, além de favorecer,por meio de atividades terapêuticas, o desenvolvimento e uso adequado das potencialidades cognitivas, afetivas e emocionais do paciente.

"Para que o paciente seja admitido no programa, ele será encaminhado pelo psiquiatra da rede pública da cidade e avaliado pela equipe multidisciplinar do projeto", diz Dra. Marina Bottura, psicóloga responsável pelo CAPS.

A avaliação do projeto conta com reuniões semanais da equipe e pacientes para ouvir como estão se sentindo.

Segundo Dra.Marina, o CAPS garante relações entre trabalhadores e pacientes centradas no acolhimento, vínculo e na definição precisa de responsabilidade de cada membro da equipe.

"O CAPS se responsabiliza pelo acolhimento de 100% da demanda dos portadores de transtornos severos e garante a presença de profissionais durante o período de funcionamento", completa a Dra.Marina.

Ela ressalta as diferenças de tratamentos para cada caso de transtorno mental, como por exemplo: o paciente intensivo é aquele que necessita de um cuidado diário, o semi- intensivo necessita de uma atenção freqüente e os chamados não intensivos referem-se àqueles que necessitem de um tratamento mais espaçado ou mesmo mensal.

"O atendimento é feito pelo Sistema Único de Saúde e atende adolescentes e adultos, portadores de Psicose e Neurose Grave. Não são atendidos farmacodependentes,pois estes exigem um tratamento diferenciado do oferecido neste centro", explica a Dra. Marina.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/