Ageuniara

Obras da Igreja Matriz de Ibaté estão paradas

Por: JOSEANE APARECIDA DE FATI BORRI

20/04/2004

Uma comissão iniciou, em fevereiro de 2002, a restauração da Igreja Matriz, único patrimônio histórico de Ibaté (SP), fundado por volta de 1901.

A comissão, ficou reduzida a duas pessoas: o diretor dos Serviços Autônomos de Água, Esgoto e Meio Ambiente (Saaema), João Tersigne e o vereador Maurício Henrique Trinta (sem partido), teve que contar com ajuda de doações de várias pessoas para realizar essa restauração que até hoje não foi terminada por falta de verbas.

A restauração da igreja desanimou muitas pessoas, pois a estrutura estava abalada e algumas vigas estavam caindo. Enfim havia a necessidade de iniciar uma restauração das próprias estruturas.

"Não poderíamos deixar que o único patrimônio da cidade acabasse destruído, todos os cuidados para não tirar as carcterísticas do prédio foram tomados",diz Maurício Trinta.

A restauração do local está na reta final e falta apenas completar uma parte do forro e realizar a pintura do prédio.

"Só conseguimos dar início às obras, graças à doação de várias pessoas e empresários da cidade que contribuíram para o resgate da memória ibateense", diz Tersigne.

A igreja que ficou fechada durante vários anos, está sob contrato de comodato com a Prefeitura Municipal até o ano de 2005, pois ela pertence à igreja católica.

Segundo o vereador Trinta, ainda não se sabe qual o destino que será dado para a igreja, pois várias coisas foram pensadas, entre elas está a instalação de um salão nobre, onde poderão ser realizadas formaturas e festas.

Apesar de muitas pessoas terem contribuído para realização do restauro da igreja, as obras estão paradas por falta de verbas e não se tem uma data sobre quando essas obras serão concluídas.

"Tomamos a iniciativa de fazer essa restauração na igreja e só conseguimos graças à população", conclui Maurício.Toda essa ajuda ainda não foi suficiente. "As obras estão paradas por falta de verbas, o que é uma vergonha e é inacreditável que o único patrimônio da cidade esteja abandonado desta forma", finaliza o vereador.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/