[ mostrar mensagem ]

COMUNICADO

Em vista das melhorias que estão sendo realizadas na portaria principal da Unidade I da Uniara, alunos, interessados e colaboradores devem utilizar a entrada localizada na Rua Voluntários da Pátria, 1309 (Rua 5).

Cordialmente,

Universidade de Araraquara - Uniara

[ ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

PAT de Araraquara atende mais de 100 pessoas por semana

Por: NADIA SALMERON LOPES

19/03/2004

O diretor do Posto de Atendimento ao Trabalhador de Araraquara (PAT) Damião Munhoz,revelou, esta semana, que apesar dos números crescentes do desemprego na capital, nas cidades menores, do interior, o desemprego não se encontra em um estágio tão avançado.

Ele relata que, em média, 100 pessoas procuram o PAT semanalmente a fim de receber o seguro-desemprego.

"Não há estudos específicos sobre o assunto em Araraquara, mas estima-se que o desemprego mantêm-se na faixa de 0.6 a 0.7%", diz Damião.

Ele informa que o desemprego na cidade é estável, devido a uma série de fatores. "Alguns desses fatores são: o trabalho informal, trabalho temporário e o ciclo vicioso que as empresas utilizam, demitindo funcionários antigos e contratando novos funcionários, oferecendo-lhes um salário menor do que os antigos funcionários recebiam para exercer a mesma função fazendo um rodízio de desempregados e diminuindo os custos da empresa", observa.

E ainda existe a falta de investimento e vontade por parte das empresas em contratar jovens funcionários, geralmente recém-formados e os inserir no mercado de trabalho.

"Exige-se experiência na função ou cargo a ser exercido, coisa que o jovens não têm e nunca terão se não tiverem uma chance", alerta.

De acordo com Damião, um dos responsáveis pelo aumento do desemprego é a "cultura da ganância de lucro", onde explora-se tudo, desde os preços até os trabalhadores.

"O trabalhador brasileiro é como uma laranja, que você suga, suga e depois joga o bagaço fora", desabafa.

Com a estagnação da economia e a má distribuição de renda, o poder aquisitivo dos trabalhadores, em vez de aumentar, diminui, e tem como conseqüência a diminuição do consumo, prejudicando ainda mais o crescimento da economia.

"Enquanto não houver uma melhor distribuição de renda e uma união entre os empresários e o governo, não pode pensar em melhorar as coisas e diminuir o desemprego".

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/