Ageuniara

Queimadas geram polêmica em Jaú

Por: NADIA PRISCILA DE CHICO

28/10/2003

Jaú (SP) tem registrado, nos últimos meses, diversas manifestações contra a queima da cana-de-açúcar.

Secretarias Municipais como do Meio Ambiente e da Saúde, vivem entrando em conflito com os usineiros porque acreditam e comprovam o quanto a chuva de carvãozinho faz mal para a população e para o meio ambiente.

Os usineiros rebatem dizendo que com a proibição das queimadas trará desemprego aos cortadores de cana que serão substituídos por maquinas agrícolas.

O Apaja (Associação Protetora dos Animais), é mais uma Associação que esta se juntando ao movimento contra a queimada, devido ao grande números de reclamações vinda de moradores da zona rural reclamando das mortes de animais que ocorrem no período de safra.

"Os bichos morrem queimados, carbonizados, porque o fogo é colocado de fora para dentro, nos quatro cantos do canavial, sem que os animais consigam sair, muitas vezes já atordoados com a fumaça", diz a a presidente do Apaja Maria Aparecida Fernandes.

O promotor de Justiça do Meio Ambiente da Comarca de Jaú, Jorge Marques de Oliveira, propôs uma ação civil pública ambiental, contra o Fazenda Publica do estado de São Paulo, para conseguir o fim das queimadas em Jaú e região, que envolve municípios como Bocaina, Itapuí e Mineiros do Tiete.

A ação foi julgada e foi vitoriosa na 2ª Vara da Comarca de Jaú, mas poderá demorar até dois anos para conseguir o fim definitivo.

"As queimadas estão autorizadas por pelo menos mais vinte anos, mas podem ser suspensas quando constatados e comprovados risco de vida humana e danos ambientais ou quando estiver em condições metereológicas desfavoráveis", diz Oliveira.

Com base nisso e na ação civil que foi proposta e aceita, foi enviado também um pedido para que fosse determinado imediatamente a suspensão das queimadas nos canaviais, o que ainda não houve resposta.

José Otaviano, responsável pelas queimas da cana da Usina Santa Cândida, em Bocaina, foi procurado pela reportagem da AGEUNIARA, mas até a edição desta matéria não se manifestou sobre o assunto.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/