Orientações Gerais

Psicóloga e fisioterapeuta dão dicas para vencer o vestibular

Escolher a profissão na adolescência já é uma questão delicada. Prestar o vestibular, considerado por muitos um momento decisivo, é também um processo que pode gerar medo, insegurança, tensão e ansiedade. Com a finalidade de melhorar o desempenho dos vestibulandos, docentes da Universidade de Araraquara - Uniara dão importantes dicas.

A psicóloga do Centro de Orientação Profissional - COP da Uniara, professora mestre Ana Maria Logatti Tositto, afirma que a principal recomendação é não desanimar, principalmente na etapa final. “O vestibulando passa o ano todo estudando. Nas vésperas do vestibular ele deve apenas revisar e redobrar a atenção, além de manter o equilíbrio emocional, pois isso se reflete diretamente no resultado de qualquer processo seletivo e evita o famoso branco.”

Ana Maria orienta ainda que os vestibulandos devam reservar, pelo menos, uma hora por dia para fazer alguma atividade prazerosa e não conversar sobre a prova com colegas que também prestarão vestibular. “Um pode querer desequilibrar emocionalmente o outro. É indicado se abrir apenas com pessoas que emanem segurança e positividade.”

Outra dica da psicóloga é que o estudante vá até o local de prova com antecedência, uma vez que tudo o que é desconhecido aumenta a ansiedade. “Se ele estiver familiarizado com o lugar, será mais confortável fazer a prova.”

É importante checar, também com antecedência, materiais e documentos. “Tudo que puder ser feito para evitar imprevistos, melhor.”

De acordo com Ana Maria, se no momento da prova o candidato sentir que sua ansiedade está aumentando, ele deve pedir para sair da sala, ir ao banheiro, lavar o rosto, se recompor e voltar. Para finalizar, ela sugere que os vestibulandos façam primeiro as questões que eles dominam, inclusive as mais complexas, e deixem para o fim as que são mais difíceis.

Mas para garantir o sucesso, é necessário ainda prestar atenção na postura. A orientação do fisioterapeuta e docente da Uniara, Artur Amaral, seria que cada um adotasse a posição mais confortável durante a prova, lembrando que se ele tentar ficar numa posição da qual não está acostumado, poderá sofrer com dores e desconfortos.

Amaral explica que existem várias posições prejudiciais, mas destaca duas: a primeira é a posição na qual o sujeito fica muito debruçado sobre a prova, levando a um aumento da tensão dos músculos das regiões cervical e lombar, podendo desencadear dor nessas regiões; a segunda é a famosa posição desleixada, em que a pessoa escorrega no assento da cadeira e apoia praticamente a região lombar no assento. Ambas as posições, mantidas por muito tempo e de forma frequente, podem acarretar até mesmo um desgaste precoce nas articulações da coluna.

Antes de encarar o vestibular, Amaral orienta as posições recomendadas para o estudo do dia a dia. “Seja sentado ou deitado, a coluna deve ficar bem alinhada, sem sobrecarregar a região cervical. Mais uma vez eu ressalto que é importante que esse indivíduo não permaneça muito tempo em uma mesma posição e é importante que ele realize alguns alongamentos antes, durante e após e período de estudos. Esses alongamentos podem ser prescritos por fisioterapeutas e educadores físicos.”

Se você ainda está em dúvida sobre a profissão a seguir, veja:

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /vestibular/orientacoes-gerais/