Orientação profissional

Sônia Pinotti*

O momento de escolha de uma profissão é, certamente um momento de muita angustia para o jovem. Porém, a dificuldade na escolha profissional não é um problema exclusivamente da adolescência. Ao longo da trajetória de vida das pessoas, problemas com decisões profissionais e mudanças de carreira são relativamente comuns. Nem sempre as pessoas estão preparadas para tomar decisões, que acarretarão mudanças importantes nas suas vidas. Pode acontecer que ao ter que escolher uma profissão a pessoa fique indecisa entre várias carreiras e, pelo fato de ter concluído o ensino médio, tem que pensar no seu futuro profissional e precisa fazer escolhas.

A orientação de carreira é a orientação profissional dirigida às pessoas que tem que decidir sobre seu futuro na vida social, assim como para aquelas que, tendo já um profissão, desejam mudar. Assim, podemos conceituar a orientação profissional como processo de fazer a pessoa descobrir e usar suas habilidades naturais, bem como conhecer as fontes de treinamento disponíveis, afim de que consiga alcançar resultados que tragam o máximo proveito para si e para a sociedade.

A orientação profissional tem por objetivo auxiliar as pessoas tanto na situação de sua primeira escolha profissional como também na recolocação profissional ou na readaptação a novas profissões. Sua principal tarefa é facilitar a escolha ao jovem, auxiliando na compreensão de sua situação de vida incluindo aspectos pessoais, familiares e sociais. O jovem é orientado no seu processo pessoal de compreensão de sua situação, para que possa chegar a uma decisão pessoal responsável sobre a escolha de uma carreira ou de um trabalho. Dessa forma o jovem terá condições de definir a escolha em função de suas habilidades, interesses, de seu projeto pessoal e de suas condições de vida.

Atualmente, a orientação profissional entende que para um conjunto de habilidades de um indivíduo existe um conjunto de opções profissionais ao qual ele poderia muito bem se adaptar, dependendo de seus valores, aspirações, nível sócio-econômico e estilo de vida. Toda decisão envolve uma certa dificuldade porque implica em fazer escolhas. Decidir-se por um profissão parece mais problemático porque existem muitas alternativas.

Portanto, todo o trabalho da orientação profissional é fazer com que a pessoa faça uma escolha profissional madura, consciente e ajustada, a partir da análise, aquisição, integração de conhecimentos sobre as várias áreas de atuação profissional e desenvolvimento de atitudes e habilidades que permitam aprender a decidir. Destacamos dois tipos de conhecimentos, os que se referem aos conhecimentos pessoais de quem escolhe (auto-conhecimento) e ao que se refere aos aspectos externos a quem escolhe (conhecimentos da realidade profissional). Vamos falar futuramente sobre isso. Aguardem...

*Sônia Pinotti, mestre em Psicologia Escolar, membro do Centro de Orientação Profissional da Uniara e professora dos cursos de Pedagogia, Biologia e Educação Física da instituição.

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N