Dicas para o vestibular

Ana Maria Logatti Tositto*

A vontade de ficar em casa, assim como o aumento do sono, da fome e de outros distúrbios, é normal e comum nas vésperas dos vestibulares. É justamente nas últimas semanas que o candidato deve se preparar ainda mais, não só revisando conteúdos, mas também emocionalmente. Apesar da vontade de ingressar na universidade, o candidato pode ser vítima de um certo desânimo nos últimos dias. Por isso, o esforço deve ser redobrado. Não é hora de descansar, mas de encarar as provas. Assim, seguem algumas dicas:

O pouco tempo que resta pode ser seu aliado

  • Mesmo quando os minutos parecem voar, saiba que é possível relaxar e tirar proveito dos últimos dias;
  • É hora de muita concentração;
  • Nesse momento, o estudante precisa reunir energia para planejar o estudo certo, buscando preparo físico e emocional para chegar confiante às provas.

Dicas para o estudo

  • O estudo deve ser planejado e se inserir na rotina do candidato, mas sem excesso;
  • Selecione os conteúdos mais cobrados dentro de cada disciplina.

Dicas para manter a calma

  • O sucesso no vestibular está vinculado ao equilíbrio emocional do candidato;
  • Não basta ter um Q.I. elevado e conhecer as matérias, se não souber manter a calma;
  • Conscientizar-se de que é capaz de aprender e discorrer qualquer assunto ajuda muito. Sem isso, perde-se a calma e surge o famoso 'deu branco', uma tensão nervosa que bloqueia o conhecimento e a inteligência.

Dicas para memorização

Antes de "rachar" a cabeça, saiba como pode melhorar a memorização e evitar o famoso "deu branco”. É impossível prestar atenção no estudo se você estiver tenso ou nervoso. É importante relaxar. Aqui estão algumas dicas:

  • Prenda a respiração por dez segundos e vá soltando o ar lentamente;
  • Algumas vitaminas, que são essenciais para o funcionamento apropriado da memória, podem ser encontradas em vegetais, frutas, pães e cereais;
  • A água ajuda a manter o bom funcionamento dos sistemas da memória, especialmente em pessoas mais velhas. A falta de água no corpo tem um efeito direto e profundo na memória. A desidratação pode levar a confusão e outros problemas do pensamento;
  • É fundamental que se permita sono suficiente e descanso do cérebro. Durante o sono profundo, o cérebro se desconecta dos sentidos e processa, revisa e armazena a memória. A insônia leva a um estado de fadiga crônica e prejudica a habilidade de se concentrar e armazenar informações.

Dicas básicas para realizar um vestibular bem feito

Demorou, mas aconteceu! Está chegando a hora H, ou a hora V - aquela do vestibular. O coração dispara, dá um frio na espinha, as mãos ficam geladas e a cabeça cheia de dúvidas. “Será que vou me sair bem?”, “E se, de repente, eu esquecer tudo o que aprendi?”. Pois bem, todo esse drama pode ser evitado.

O primeiro passo: nada de se apavorar! Dúvidas, angústias e inseguranças acontecem com todo mundo. Se você souber “administrar” a tensão, a hora V poderá ser tão tranquila e encarada como um dia de provas normais. Para relaxar, há exercícios simples que “trabalham” a mente, a respiração e alguns pontos do corpo. Descansar e se alimentar adequadamente o ajudará a ficar em forma para enfrentar essa etapa. Portanto, arregace as mangas, experimente nossas sugestões e boas provas!

  • Se você já sabe onde os exames serão realizados, dê um pulo até lá alguns dias antes do vestibular, faça perguntas sobre o trânsito e descubra o ônibus mais indicado, por exemplo. Caso vá de carro, verifique antes se há bons lugares para estacionar e quais as ruas com menos tráfego. Calcule também o tempo que levará fazendo o percurso;
  • Uma semana antes dos exames, procure um cantinho sossegado (em casa é o ideal) e se isole durante quinze minutos por dia. Sente-se confortavelmente, fique em silêncio e feche os olhos. Respire fundo algumas vezes, mas de um jeito natural e dentro de seu ritmo. Comece, então, a se imaginar num cenário gostoso, em que se sinta bem. Faça de conta que você está lá;
  • Preste atenção às cores, aos cheiros e aos sons. Esse será seu lugar de refúgio, onde sempre encontrará força. Volte a ele toda vez que achar necessário;
  • O mesmo exercício pode ser feito com você “se vendo” no local do vestibular. Visualize-se caminhando tranquilamente até a sala e recebendo as provas. Veja como está confiante, bem preparado e totalmente satisfeito com seu rendimento. Diga a você mesmo: “Confio em mim. Tudo que preciso saber já está dentro de mim”. Palavras positivas melhoram a autoconfiança. Sempre que se lembrar, repita essas frases;
  • Toda vez que a tensão bater na sua porta, procure aquele seu cantinho confortável e respire profundamente. Inspire e expire devagar, deixando os ombros subirem e descerem no mesmo ritmo. A respiração profunda aumenta a ação do oxigênio no sangue e no cérebro, afastando a fadiga e energizando as células do organismo;
  • O sono recarrega as energias. Melhor ainda é tomar um banho quente antes de dormir, além de gostoso, relaxa a musculatura. Quando a gente se deita cedo, entre 21h30 e 22h30, o sono é mais tranquilo e reparador. Mas não se esqueça do despertador. Dormir menos do que oito horas pode ser insuficiente e dormir mais que isso poderá deixá-lo com uma sensação de desconforto;
  • Na noite anterior à prova, deixe separados sua roupa e o material a ser utilizado: lápis, borracha, carteira de identidade e cartão de inscrição. Programe o despertador uma hora antes para que tenha tempo de se arrumar;
  • Chegou o grande dia. Não pule da cama assim que o despertador disparar. Dê uma espreguiçada, acordando todo o corpo. Estique-se como um gato e se deseje um bom dia, com um belo sorriso. Afinal, você merece;
  • Uma boa ducha ajuda a despertar todo o corpo. Esfregue-se com uma bucha para ativar a circulação. No final do banho, um jato de água fria é realmente estimulante. Vista uma roupa confortável. É aconselhável levar uma garrafinha com água e um lanche (um chocolate, por exemplo);
  • Depois da chuveirada, é hora do café da manhã. Deve ser leve e saudável, com suco de laranja, frutas, queijo e pão. Mas evite excessos e todos os alimentos que “pesem” no estômago, ou seja, de difícil digestão;
  • Já está na hora de colocar o pé na estrada e partir para as provas. Assim que estiver saindo de casa, imagine-se dentro de uma nuvem dourada, completamente protegido e seguro. A cor dourada é a do intelecto, da criatividade, da integração e da força.

A primeira prova já está em suas mãos!

  • Leia cada questão com muita calma e atenção. Sabemos que você irá suar frio, as pernas irão tremer, o coração irá disparar, mas é fundamental tentar manter a calma, pois só assim você terá condições de se concentrar e de fazer uma boa prova. Tente!
  • Leia o enunciado, no mínimo, duas vezes. Só assim você será capaz de assimilar todas as informações. Porém, cuidado com o tempo, o ideal é que você leia a primeira questão: se sabe, resolva-a, se não souber passe para a segunda e assim por diante. Ao final, volte para as questões que você não resolveu;
  • Procure usar todo o tempo disponível. Divida o número de questões pelo tempo da prova. Assim você terá uma ideia de quanto tempo dispõe para cada uma das questões. Para ajudar a relaxar, pode massagear, suavemente com os dedos indicador e médio, as laterais dos olhos e o espaço entre as sobrancelhas. Ao mesmo tempo, respire profundamente.

O nervosismo e o fato de ficar com a cabeça inclinada sobre as provas podem provocar pontos de tensão, principalmente na nuca e nos ombros. Caso sinta essas regiões enrijecidas, pare por alguns segundos e faça os seguintes exercícios de relaxamento:

A. Leve a cabeça lentamente para trás, para o lado direito, para o esquerdo e à frente, sentindo alongar toda a musculatura;

B. Segure a cabeça com as duas mãos e force delicadamente o queixo até encostá-lo no peito;

C. Faça movimentos de rotação, umas quatro vezes para cada lado, com os ombros e os punhos. Abra e feche as mãos. Depois, com os dedos, massageie ao longo de todo o pescoço e a base da cabeça;

D. Entrelace os dedos e estique os braços como se estivesse espreguiçando. Primeiro, leve-os ao alto da cabeça. Depois, à frente do corpo. Também pode alongar as pernas.

Durante o período de provas, faça uma força e procure seguir nossas dicas. Seja seu maior aliado nessa nova conquista da sua vida.

(Adaptado do Guia do Estudante - Editora Abril)

Dicas para finalizar

  • Pare e pense bem: que sensação você quer sentir ano que vem? O que de melhor você pode, nesse momento, imaginar que estará fazendo no ano que vem? Lembre quem você já viu nessa situação legal, lembre quem você já viu querer alguma coisa legal e ir a luta até conseguir;
  • Bem, eu sei que você é esperto e já sacou o lance. Seu amanhã, no ano que vem, depende do que você está fazendo e vai fazer a partir de agora;
  • É sua escolha. Escolher não é para "qualquer um". A gente tem que saber escolher. Escolha uma boa vida e uma vida boa para você.

Boa Sorte!

*Ana Maria Logatti Tositto é graduada em psicologia pela USP de Ribeirão Preto, mestre na área de Saúde Mental pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP, psicóloga do Centro de Orientação Profissional - COP e professora da Uniara.

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N