A difícil missão de escolher a profissão ou carreira

Prof. Ruth Caribé da Rocha Drouet

Quando entrevistamos um aluno do Ensino Médio, que está prestes a decidir que curso superior irá frequentar para tornar-se um futuro profissional, teremos que considerar vários fatores:

  1. Dificuldade na escolha: escolher uma profissão torna-se uma necessidade em determinada época de nossas vidas e os jovens têm grande dificuldade em fazer essa opção, principalmente porque o número de profissões aumenta cada vez mais e o mercado de trabalho torna-se cada vez mais exigente e competitivo.
    Nessa época o jovem está definindo sua identidade e, principalmente, querendo estabelecer o que quer ser na idade adulta. Para isso será necessário que conheça suas capacidades, seus interesses e sua motivação. É aí que a Orientação Profissional pode ser de grande ajuda, facilitando esse momento de escolha, auxiliando o jovem a compreender os vários fatores a considerar: aspectos pessoais, familiares e sociais. Conhecendo todas essas variáveis ele terá mais condições para definir melhor sua escolha.
  2. Interesses: são a força motivadora que orienta a escolha, mas é preciso considerar que os interesses vão mudando à medida que o aluno entra em contato com a lista de profissões que existem atualmente e que só tende a crescer, pois a tecnologia vai criando novos campos de trabalho.
  3. Aptidões: a hereditariedade, os traços de personalidade, a cultura, as influências das pessoas que vivem ao seu redor. Todos esses fatores irão interferir quando o aluno precisa tomar a decisão sobre o curso que irá frequentar. Também terão grande influência na escolha as relações familiares, principalmente entre pais e filhos, em que a profissão do pai ou da mãe irá pesar na escolha do aluno que se encontra numa difícil fase da vida que é a de estudar para se formar um profissional eficiente e, de preferência, satisfeito com a carreira que escolheu.

Para que o aluno possa ser orientado e auxiliado na escolha da futura profissão cabe ao orientador dar-lhe o maior número possível de informações sobre as diferentes ocupações, quais são seus requisitos, e, principalmente, quais os deveres que se esperam de um profissional. Também é necessário que o aluno, auxiliado pelo orientador, faça uma análise de suas tendências, de suas aptidões e de seus interesses, além também de ser informado sobre as características do mercado de trabalho.

A Orientação Profissional deveria ser iniciada nos últimos anos do Ensino Fundamental e ir se desenvolvendo como um processo contínuo, acompanhando a evolução mental de seu aluno.

Os testes que costumam ser aplicados contribuem para o autoconhecimento do educando, apontando suas aptidões e interesses, suas habilidades, sua capacidade de estudar e a habilidade que cada profissão exige do indivíduo. Os resultados dos testes são valiosos, na medida em que contribuem para o conhecimento do aluno. É muito importante que a carreira escolhida seja compatível com suas aptidões e seus interesses e também que revele as habilidades requeridas para o trabalho que nela terá que desenvolver. Por todos esses motivos é que podemos dizer que a época da escolha do curso que o aluno irá fazer é muito importante e difícil, daí a necessidade da Orientação Profissional, que irá fornecer todas as informações de que o aluno necessita.

Durante todos esses anos em que orientamos alunos na escolha da futura profissão, encontramos bem poucos que já sabiam exatamente o que pretendiam fazer após a formatura do Ensino Médio.

Temos ainda um valioso auxiliar na Orientação Profissional dos alunos. É a FEC (Feira de Cursos da Uniara) que acontece todos os anos no mês de Agosto e que expõe todos os Cursos que a Uniara pode oferecer, com os profissionais demonstrando o que é ensinado em cada uma das carreiras. O aluno terá então uma noção prática do que irá encontrar na carreira que escolher.

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N