reportagem

Produção araraquarense conta a história de crime que chocou a cidade em 1988

Repórter: PAMELA TAMIRES CADAMURO

Em 1988, o assassinato e possível estupro da menina Lúcia Elaine, de 14 anos, chocou a cidade e até hoje está na lembrança de quem acompanhou o caso na época. Quase 23 anos mais tarde, a história volta a ser notícia com a produção de um filme sobre o caso, que tem estréia prevista para junho deste ano, contando a trajetória da garota e como tudo aconteceu.

O filme “88 – Eu não voltei pra casa”, vem sendo produzido pelo produtor, roteirista e diretor Marcelo Camargo e pelo produtor e editor Wagner Boucault. Marcelo relata que os pais da garota colaboraram muito com o roteiro, contando com detalhes como foi aquela época.

Apesar disso, Marcelo diz que o caso é como um gancho para o foco principal do filme, que é a grande circulação de drogas na cidade. “Quero mostrar como, já naquela época, as drogas circulavam em grandes quantidades e as consequências que o uso delas causa na sociedade”, complementa.

Segundo Marcelo, o investimento inicial foi de R$ 80 mil. O dinheiro veio de patrocínios de lojas e restaurantes da cidade, entre outros. A verba é usada única e exclusivamente para a produção do filme e auxílio aos atores, que são voluntários. Já a prefeitura, auxilia no fechamento das ruas para as gravações.

Ele conta ainda que pretende levar o filme para festivais após as sessões aqui na cidade. “Quero mostrar também que podemos fazer uma boa produção mesmo sem investimentos milionários e atores famosos”, declara Marcelo Camargo.

As filmagens, que começaram em julho do ano passado e já estão em fase final, estão sendo feitas em vídeo HD (High Definition) devido ao custo menor. A distribuição será feita conforme a demanda. O filme, que ainda não possui trilha sonora definida, será exibido no Shopping Lupo e no SESC.

Mesmo em fase final, os produtores ainda pedem ajuda de patrocinadores. Os interessados podem entrar em contato com Marcelo pelo telefone (16) 9744-9946.

Ver Lista Completa >>>


© 2014 - Uniara - Centro Universitário de Araraquara