reportagem

Araraquara tem emissão on-line de títulos de eleitor

Repórter: ALVARO TANIGUTI

O plebiscito nacional sobre o desarmamento, que será realizado em 2 de outubro, mobiliza os cartórios eleitorais de Araraquara (SP).

Os preparativos estão em ritmo acelerado, uma vez que todos os eleitores em situação regular decidirão sobre a fabricação e comercialização de armas de fogo no país.

Um recurso implantado no dia 7 de março é a emissão de títulos eleitorais on-line. Os três cartórios existentes na cidade estão interligados aos computadores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que garante a impressão do documento em poucos minutos.

Cíntia Maria Quatroqui Bianchini, chefe de cartório da 239ª Zona Eleitoral, responsável pelas cidades de Nova Europa(SP), Américo Brasiliense(SP), Rincão(SP) e Santa Lúcia(SP), explica que a principal vantagem é evitar o acúmulo de títulos à espera dos eleitores para retirá-los, muitas vezes nos dias que antecedem as eleições.

Na 239ª Zona Eleitoral, 200 títulos estão armazenados; em Nova Europa, são 80; em Rincão e Santa Lúcia, existem postos avançados que atendem a população.

“O eleitor sai do cartório com o título, minutos após dar entrada com os dados no sistema. Não precisa aguardar 90 dias para retornar e retirá-lo”, diz Cíntia.

Para quem vai tirar o título pela primeira vez (alistamento), é necessário apresentar a certidão de nascimento, casamento ou o documento de identidade (RG), um comprovante de residência e, no caso dos homens, o certificado de reservista.

O alistamento é obrigatório para os maiores de 18 anos e facultativo para os menores entre 16 e 18 anos (completos até 2/10/2005).

Aqueles que pretendem transferir o domicílio eleitoral devem levar também o título antigo, os comprovantes de votação ou justificação.

A chefe de cartório afirma que o eleitor que não participou de três eleições consecutivas e não apresentou a justificativa pode ter o título cancelado, o que impede a admissão no serviço público, por exemplo.

Um edital foi publicado por todos os cartórios do Estado de São Paulo com os nomes e uma data final para a regularização.

Em relação à regularização, os funcionários levantam a situação do eleitor e, emitem a multa para cada falta não justificada, que é de R$3,51 (março/2005). O pagamento é feito nas agências da Caixa Econômica Federal (CEF) ou do Banco do Brasil (BB).

A estudante Vânia Aparecida Heldt Brizolari, 20 anos, veio de Américo Brasiliense para regularizar sua situação e tirar o título. Pagou a multa, retornou ao cartório e saiu com o documento em 10 minutos. “É economia de tempo e agilidade a favor do eleitor”, afirma.

A opinião é compartilhada pela amiga que a acompanhou, Rosa André. Ela conta que seu título demorou três meses para ficar pronto, quando residia em Guariba(SP). “O mesmo ocorreu quando mudei para Américo Brasiliense. Agora ficou bem mais fácil”.

Além da 239ª Zona Eleitoral, Araraquara possui mais dois cartórios: a 13ª (Araraquara Centro) e a 385ª (Araraquara Vila Xavier, Gavião Peixoto e Motuca).

Ver Lista Completa >>>


© 2014 - Uniara - Centro Universitário de Araraquara