Ageuniara

Estudantes de publicidade e propaganda produzem filme local

Por: MIRIAN RAMOS PEREIRA

26/03/2018

Após ter se formado em um curso de cinema na Academia Internacional de Cinema, em SP, o estudante de Publicidade e Propaganda Felipe Surian teve a ideia de produzir um filme, em meados de março de 2015. Junto com sua família, criou a produtora ‘’ Surian Filmes’’, onde trabalhou por dois anos no filme ‘’Por Onde Andei’’, que estreou no dia 21 de dezembro de 2017 no Teatro São Francisco de Assis – Externato Santa Terezinha. 

O filme fala sobre a história de um jovem, que após o pai dividir seus bens com os dois filhos, um deles decide realizar seu sonho de sair de casa em busca de uma aventura, livre das cobranças de seu pai e de se seu irmão mais velho. Depois de muito viajar solitário e sem rumo, chega a uma cidade onde conhece uma garota que o encanta, fazendo com que ele não viaje mais, quando então tem a oportunidade de fazer amizade com um trapaceiro e irônico jogador de pôquer. Porém, no auge de sua alegria, uma série de acontecimentos faz com que o jovem se afunde em problemas. Vendo-se sem dinheiro e sem lugar para morar, o jovem passará por um exame de consciência que o fará refletir sobre sua liberdade. 

Sendo uma produção local sem fins lucrativos, o dinheiro obtido para o projeto foi investido tanto para a alimentação dos atores em dias de gravação, quanto na compra dos equipamentos utilizados na gravação do filme. Uma das dificuldades da produção foi conseguir os direitos autorais da música "Por onde andei", de Nando Reis, que além de ser a trilha sonora, é o nome do filme. A produção acabou ganhando do próprio cantor a liberação dos direitos autorais.

Lucas Surian Feltrin, um dos produtores do filme, fala sobre a sensação de ter realizado um sonho juntamente com sua família: ‘’Ver o filme sendo concluído e exibido, me deu uma sensação de missão cumprida. Foi muito gratificante o dia da estreia, todos aplaudindo, dizendo que amaram a história do filme, que amaram a mensagem que passa. Nós, envolvidos no filme todo este tempo, vendo ele ser exibido, nos deu uma sensação de leveza e dever cumprido’’.

Já Felipe Surian, criador de toda a obra, diz que o dia da estreia foi "como o dia do meu aniversário; nunca cumprimentei  tanta gente na minha vida, recebi muitas mensagens dos meus amigos e fiquei muito ansioso. Durante os três anos deste projeto, eu tive muitas decepções e por um momento achei que não ia dar certo. Mas percebi que toda aquela pressão, tudo o que passei, no final, valeu muito a pena’’, afirma.

 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/