Ageuniara

Araraquarenses trocam doces tradicionais por doces gourmets

Por: JULIA TAVARES DE MORAES

26/10/2017

O termo Gourmet surgiu para designar pessoas com o paladar apurado; porém, com uma ajudinha do marketing o termo se popularizou e atualmente é usado para denominar diversos alimentos que fogem do tradicional. O brigadeiro tradicionalmente feito com chocolate, agora tem suas várias formas e uma diversidade enorme de sabores.

Laura Tavares, de Araraquara (SP),  aluna do primeiro ano do ensino médio que completa 15 anos em dezembro,  trocou doces tradicionais por brigadeiros gourmets para sua festa de aniversário: “Nós tínhamos pedido mousse de morango e de maracujá, mas nós fomos conhecendo outros sabores de brigadeiro, e amamos, então resolvemos substituir os mousses por brigadeiro de churros e de morango”.

Marcia Cotarelli, que também é de Araraquara, vai fazer os docinhos da festa da Laura, ela conta  por que acredita que os seus clientes optam por doces gourmets: “ Os clientes querem surpreender seus convidados, trazer coisas diferentes (ou até mesmo exclusivas) e incluir os doces ao tema da festa (festa com tema de bar terão doces com sabores de bebidas alcoólicas; festa com tema tropical terão doces com sabores de frutas, por exemplo), por isso a procura dos doces gourmets tem crescido cada vez mais”.

A aluna do primeiro ano do ensino médio, Sofia Amaral, fez sua festa de 15 anos em maio; ela também optou por vários tipos de brigadeiros gourmets: “Minha mãe é confeiteira, então ela fez os docinhos do meu aniversário, ela quis fazer uma mesa só de diferentes tipos de brigadeiros, decoramos eles com granulados coloridos e eles passaram a fazer parte da decoração, tinha brigadeiro de abacaxi, morango, maracujá, churros, leite ninho, limão, café, paçoca e o tradicional chocolate”, conta.

Apesar de a onda gourmet estar cada vez mais popular, muitos clientes ainda optam pelo doce tradicional por conta do custo: “Para que um doce seja considerado gourmet é preciso que ele use ingredientes de maior qualidade, que suas receitas sejam mais elaboradas e até as formas de apresentação e embalagem sejam diferenciadas (marmitas amarradas com pano, potinhos e panelinhas de brigadeiro de colher, forminhas comestíveis e caixas temáticas). Esses fatores elevam o custo desses doces quando comparado aos tradicionais, afetando a escolha dependendo do orçamento disponível”, afirma Marcia.

Deve-se tomar muito cuidado com empresas que utilizam do termo apenas para atrair clientes. O mercado publicitário vem utilizando a palavra para atrair o público que se identificou com essa onda e tem condições financeiras para consumir esses produtos que acabam saindo mais caros que os tradicionais. Muitas vezes o consumidor pode pagar por um produto que não tem as características necessárias para ser gourmet. 

Publicada em 31/10/2017 às 20h57.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/